Diana Pontalti Giordani é considerada a melhor líbero do estado do Texas pela liga NJCAA

XSPORT – Diana, como você descreve a experiência de estar estudando e jogando voleibol na liga Junior College ( NJCAA) .

Diana- Estudar e jogar voleibol em um Junior College nos EUA é uma experiência ímpar. Além de estar estudando em um dos países mais conceituados em educação do mundo, eu ainda tenho a oportunidade de jogar o esporte que eu amo, numa Liga organizada e comprometida com o esforço do atleta, que reconhece o quão difícil é manter o alto rendimento na quadra e também nas salas de aula.

 XSPORT – Quais foram suas maiores dificuldades quando chegou nos EUA?

Diana- Sem dúvida, a maior dificuldade que tive quando cheguei nos EUA foi a língua. É extremamente difícil querer se expressar e não conseguir. Mas com tempo e prática, a fluência no inglês vem e depois disso, nada é mais gratificante do que se dar em conta que você pode desenvolver uma conversa elaborada com os americanos.

 XSPORT – Como é sua rotina de faculdade, treinos e viagens?

Diana- A rotina não é fácil. Durante a temporada, temos treino todos os dias exceto domingo. O treino dura em torno de 2hrs. Ainda, temos parte física, todos os dias da semana. Geralmente fazemos “crossfit”, exercícios tipo circuito ou yoga para recuperação muscular. Nos dias de jogo, temos um treino leve que dura 1hr. Aliado a isso, aula nos dias de semana e trabalho social uma vez por semana.

 XSPORT – Quais as diferenças do voleibol Americano para o Brasileiro?

Diana- O voleibol Brasileiro eu sinto que é super estratégico. O nível técnico das jogadoras é muito bom e é por isso que as brasileiras se destacam tanto individualmente nos EUA. Comparando com as experiências que tive no Brasil, aqui nos EUA sinto que o jogo é físico mais pela emoção e motivação do que pela estratégia. Atletas Americanas são muito fortes!

 XSPORT- Como é o nível da liga NJCAA?

Diana – Quando cheguei nos EUA eu estava subestimando o nível de Junior College ( NJCAA), mas agora, depois da minha primeira temporada, posso dizer que o nível é bem superior do que eu imaginava. Os colleges investem forte nas meninas, e por isso saem grandes jogadoras. Recomendo atletas Brasileiras virem jogar em um Junior college!

 XSPORT- Na sua opinião, qual é a maior vantagem de estar cursando uma universidade americana?

Diana – As vantagens são muitas. Para o currículo, é muito bom ter o nome de uma universidade americana como graduação até porque Estados Unidos é super bem conceituado quanto a qualidade de ensino. Além disso, você tem a vantagem de ser fluente numa segunda língua, o que pode abrir muitos caminhos no futuro.

 XSPORT-  Que conselho você daria uma jogadora de vôlei que esteja pensando em estudar nos EUA?

Diana – O conselho que eu daria é: se joga! No começo dá um frio na barriga em assinar os papéis e se responsabilizar com tudo que estar por vir… Mas no meio do caminho vão ter muitas pessoas do bem pra ajudar. É uma oportunidade que eu indicaria pra aqueles atletas que além de seguir uma carreira esportiva, ainda sonham em ter o currículo dos sonhos.

 XSPORT- Como foi receber em sua primeira temporada o reconhecimento de All-Conference , Team Newcomer of the year e Libero of the Year?

Diana- Sinceramente, eu não estava esperando nada disso. Todas as líberos da minha Conferência jogam muito bem e também se destacam em seus times. Receber esses prêmios foi uma satisfação muito grande especialmente depois de ter treinado pesado e me dedicado muito ao esporte.

 XSPORT- O que você achou da assessoria da XSPORT?

Diana- XSPORT é uma empresa séria que se compromete em te levar mais longe. Sempre quando eu preciso de ajuda da parte burocrática sempre sou muito bem atendida. O que mais me marcou é a relação que construí com todos os envolvidos no processo desde o envio das propostas, documentação, preenchimento etc. A XSPORT acompanha o atleta no Brasil e nos EUA! Ter a oportunidade de dar meu depoimento pra alguém que planeja seguir esse mesmo caminho é muito gratificante. A XSPORT valoriza os seus atletas e os reconhece. Recomendo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp